NOTÍCIAS

Acontece na FAP

FAP vai doar livro: O Nobre Deputado 4.0 aos acadêmicos de direito da instituição

FAP vai doar livro: O Nobre Deputado 4.0 aos acad�micos de direito da institui��o

Acadêmicos do curso de direito da Faculdade FAP receberão da instituição um exemplar de uma das maiores obras literárias brasileiras que tratam do combate a corrupção no país: “O Nobre Deputado 4.0”. O livro idealizado, a partir  do projeto da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar n° 135/2010), produzido pelo ex-juiz Márlon Reis, foi adquirido pela FAP para presentear os acadêmicos de direito, além de ficar à disposição dos demais alunos na biblioteca da instituição para pesquisa.

Para retirar o exemplar, os alunos de direito, devem procurar a recepção da Faculdade, em horário comercial. Aquele que preferir não retirar o livro neste momento, poderá fazê-lo assim que as aulas retornarem presencialmente.

Esta é mais uma iniciativa proposta pela direção da Faculdade FAP para promover e contribuir com a formação dos acadêmicos da área do direito.

“Buscamos dotar nossos alunos de todas as ferramentas disponíveis para que eles possam ter a melhor formação. Já realizamos diversos eventos com profissionais renomados do mercado, inclusive o próprio autor da obra que foi adquirida pela FAP, Dr. Marlon Reis, já esteve conosco em várias ocasiões. Este é nosso compromisso, não apenas com os acadêmicos de direito, assim como todos os alunos matriculados em nossa instituição: promover e incentivar seu crescimento acadêmico e profissional”, afirmou o diretor-geral da FAP, professor Dr. Milton Justus.

 

Sobre o livro

A segunda edição de livro sobre corrupção, já incomodou diversos políticos em todo o país, pois narra como parlamentares corruptos vivem.

Durante o lançamento da primeira edição, Márlon Reis foi processado pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, por calúnia “contra a honra de 513 parlamentares”.

A denúncia de Cunha foi arquivada e o ex-deputado, na época, foi preso por corrupção na operação Lava Jato em outubro de 2016. Em março de 2017, Cunha foi condenado a 15 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Reis explica de onde vem o dinheiro e como ele é usado para garantir votos para alguns políticos. “O número de políticos que têm uma liderança real é irrelevante”, escreve o ex-juiz. Na nova edição, o título traz referência às fake news e à corrupção digital.

“Você sabia que o resultado de qualquer eleição no Brasil já é definido muito antes do encerramento da votação? Antes até da abertura das urnas? Isso nos faz pensar que a vontade do eleitor não vale muito no processo. O que conta é a quantidade de dinheiro arrecadado para a campanha vencedora, que usa a verba num esquema infalível de compra de votos. Arrecadou mais, pagou mais. Pagou mais, levou. Simples assim”, diz o ex-juiz em trecho do livro.

O livro é narrado pelo deputado Cândido Peçanha, um personagem criado pelo autor, mas que existe no contexto da vida real.

 

Sobre o autor

Màrlon Reis tem 50 anos, é advogado e ex-juiz de direito. É um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa e autor de O Nobre Deputado e de A República da Propina. Em 2009, foi considerado pela revista época um dos 100 brasileiros mais influentes. Reis é um dos fundadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE). Atualmente exerce a advocacia em diversas áreas, com ênfase no Direito Eleitoral. É doutor em Sociologia Jurídica e Instituições Políticas pela Universidad de Zaragoza, na Espanha.

Quer saber mais sobre a FAP?